Cantor Jorge Vercillo visita atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata (Recanto Ecológico Rio da Prata, Lagoa Misteriosa e Estância Mimosa), em Jardim e Bonito (MS), receberam nos dias 8 e 10 de julho a visita do cantor Jorge Vercillo e sua esposa Martha Suarez.

Acompanhados pelo guia de turismo Morales, realizaram o passeio de trilha e conheceram as cachoeiras da Estância Mimosa.

Realizaram o passeio de mergulho com cilindro na Lagoa Misteriosa e a flutuação nas águas cristalinas do Recanto Ecológico Rio da Prata.

Na foto: Martha, Jorge Vercillo e Bruno Rocha, biólogo do Recanto Ecológico Rio da Prata.

Em depoimento, o artista revelou:

Tivemos uma tarde inesquecível no rio Olho D’água, no Recanto Ecológico Rio da Prata… já tinha feito um passeio de flutuação em Cancun mas com muita coisa artificial e aqui é um rio muito mais bonito e 100% natural. A gente recomenda essa experiência fantástica“, disse.

Jorge e Vercillo e Martha realizaram o mergulho com cilindro na Lagoa Misteriosa!
As cachoeiras da Estância Mimosa encantaram também o casal!

O cantor está no Estado para apresentação de um show em Campo Grande, no próximo sábado, 13 de julho. O evento será realizado no Palácio Popular da Cultura, a partir das 21h30. O repertório apresentará sucessos de todas as fases da carreira de Vercillo, como ‘Ela Une Todas as Coisas’, ‘Final Feliz’, ‘Monalisa’ e muito mais.

Atrativos do Grupo Rio da Prata ilustram Azul Magazine

A edição 74 (Junho/2019) da Azul Magazine traz em suas páginas uma reportagem especial sobre o destino de ecoturismo brasileiro, Bonito no Mato Grosso do Sul. O destaque das belezas naturais da região pode ser observada já na capa da publicação, com uma imagem da Gruta do Lago Azul, considerada cartão postal da cidade.

Intitulada “50 Tons de Azul”, a reportagem de Manu Sombra, ilustrada por André Dib, ressalta a exuberância da natureza, a transparência das águas cristalinas e a diversidade de atrações e atividades a serem realizadas no passeio.

“Na região de Bonito, no Mato Grosso do Sul, as definições de beleza e aventura são atualizadas a cada instante. Águas cristalinas, grutas pré-históricas e uma fauna exuberante convidam o viajante para um mergulho neste paraíso natural”, revela o texto.

A Lagoa Misteriosa, Recanto Ecológico Rio da Prata e o Buraco das Araras, em Jardim, foram citados na matéria, assim como a Gruta do Lago Azul, Rio Sucuri, Estância Mimosa Ecoturismo, Ceita Corê, Aquário Natural, Nascente Azul, localizados em Bonito.

Veja abaixo alguns trechos da reportagem:

Entrar na Lagoa Misteriosa é mergulhar em um poço límpido cravado por feixes de sol que tornam a experiência fascinante. Desprender-se do colete para alguns segundos de apneia é se deixar levar por um estado profundo de encantamento…”

“Cortada pelo Rio Mimosa, a Estância Mimosa também nos presenteia com cachoeiras, passeios de barco e uma água verde-turquesa…”

“No rio Olho D’Água, que faz parte da flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata, a sensação é de nadar com a mesma desenvoltura dos dourados e piraputangas, que parecem nos encarar curiosas…a extensão (do rio) é um pouco maior, com direito a mergulho em ressurgências de água que lembram erupções vulcânicas e chacoalham a areia do leito, fazendo o barulho de uma pastilha efervescente…”

A reportagem cita ainda dicas de como ir; onde comer (Casa do João, Restaurante Tapera e Juanita); onde ficar (Marruá Hotel, Pousada do Peralta e Zagaia Eco Resort) e a agência de turismo, Bonito Way.

Recanto Ecológico Rio da Prata doa disco de Secchi para o Parque Ecológico Rio Formoso

O Recanto Ecológico Rio da Prata doou um disco de Secchi para o Parque Ecologico Rio Formoso – Bonito MS, para o monitoramento diário das águas do rio Formoso.

O equipamento, que estima a transparência e o nível de turbidez de corpos de água, foi entregue a Bruno Leite Miranda, diretor do passeio, pelos colaboradores do Grupo Rio da Prata, Teódison Gonçalves, João Gomes e Bruno Rocha.

Monitor fez a demonstração de como é feita a medição e Bruno gostou muito do procedimento.

“Agradecemos o apoio do Grupo Rio da Prata pela doação do equipamento. Medimos manualmente a turbidez e a partir de agora iremos utilizar o Disco de Secchi e fazer um histórico de dados. Com a identificação dos pontos que turvam iremos agir com mais eficácia. Essas informações serão compartilhadas com os órgãos ambientais, como Imasul e Condema, e para todos interessados”, disse.

Recanto Ecológico Rio da Prata doa mudas de árvores para evento no município

O Recanto Ecológico Rio da Prata, passeio de trilha e flutuação em Jardim (MS), fez a doação de diversas espécies de mudas para Antônio Carlos Santana Piazer, Diretor de Meio Ambiente de Jardim (MS) no início de junho.

Entre elas estavam:
24 mudas de ipê-branco;
12 mudas de ipê- roxo;
12 mudas de cedro e
6 mudas de saboneteira.

As mudas foram utilizadas em evento promovido pela Prefeitura de Jardim, no dia 08 de junho, em comemoração à Semana do Meio Ambiente.

Criado em 2005 o viveiro de mudas do Recanto Ecológico Rio da Prata é um espaço destinado à produção de mudas. Existem diversas espécies entre elas: Aroeira, Peroba-rosa, Jaracatiá, Ipê amarelo, Cumbaru, Angico, Cedro e Pitomba.

Recanto Ecológico Rio da Prata doa mudas para Fundação Neotrópica

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu na última quarta-feira (18), a visita de Rodolfo Portela, Superintendente executivo interino da Fundação Neotrópica do Brasil. O atrativo realizou a doação de 810 mudas de árvores, entre elas tarumã, genipapo, canafístula e ipê.

“Vamos utilizar as mudas para ações de restauração no Rio Salobra e outros córregos do assentamento Canaã, no município de Bodoquena (MS)”, disse Rodolfo.

ABNT realiza auditoria no Recanto Ecológico Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu nos dias 10 a 12 de junho a auditoria de Paulo Sérgio Coelho de Andrade, auditor da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT em seu Sistema de Gestão da Segurança.

Com o objetivo de prevenir acidentes os atrativos implantaram em sua operação, em 2008, o Sistema de Gestão de Segurança (SGS), desenvolvido pelo Programa Aventura Segura da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA e certificado pela ABNT Certificadora em 2010.

Desde então, a auditoria, que ocorre anualmente, garante que o Sistema de Gestão de Segurança Implantado obedece a Norma NBR ISO 21101 – Sistema de Gestão da Segurança, que estabelece os requisitos mínimos para um sistema de gestão da segurança (SGS) para prestadores de serviços das atividades de turismo de aventura, está conforme às normas exigidas para manter o atrativo certificado .

Veja as fotos:

Miss Júlia Horta visita atrativos do Grupo Rio da Prata

A Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS), o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa (Jardim-MS) receberam nos dias 22 e 23 de maio, a visita da Miss Brasil Be Emotion, Júlia Horta.

A jovem se encantou com a natureza do destino de ecoturismo e revelou que a energia do lugar é “inexplicável”.

Na Estância Mimosa, Júlia Horta realizou o passeio de trilha e cachoeiras. Em suas redes sociais, revelou: “Estou impressionada até agora com a cor dessa água….Não estou sabendo lidar com esse lugar”.

Júlia Horta em uma das cachoeiras da Estância Mimosa

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata e na Lagoa Misteriosa, a modalidade escolhida foi a flutuação.

A Miss visitou também outros atrativos da região e seguiu para o Pantanal.

Mais dois passeios imperdíveis. O primeiro foi a Lagoa Misteriosa. A profundidade dela é desconhecida. A imensidão desse azulão incrível. Já no Recanto Ecológico Rio da Prata foi tão lindo ver os peixinhos de perto, as nascentes, a vegetação… foi uma das melhores experiências da minha vida. Mais um passeio que recomento totalmente! É no mesmo lugar da Lagoa Misteriosa, então dá pra fazer os dois no mesmo dia que nem a gente tranquilamente”

A Miss Brasil realizou a flutuação na Lagoa Misteriosa

Veja o depoimento que fez sobre a experiência no Recanto Ecológico Rio da Prata:

Cadeirante realiza mergulho e flutuação nos atrativos do Grupo Rio da Prata

A Lagoa Misteriosa e o Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) receberam no dia 14 de maio a visita de João Lucas Otto Santiago Costa, de Minas Gerais.

Cadeirante, João realizou o passeio de mergulho com cilindro na Lagoa Misteriosa acompanhado pela equipe de mergulho do atrativo e também pelo instrutor Edson Santo.

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata, realizou o passeio de flutuação.

Em depoimento, disse: “A equipe composta por João, Wadi, guia Panda, todos foram muito atenciosos, deixando-me super confortável durante todas as atividades. Estão todos de parabéns. Super recomendo aos PCDs (pessoas com deficiência)”.

Veja as fotos:


João Lucas Otto Santiago Costa no Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Edson Sato

João Lucas Otto Santiago Costa no Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Edson Sato

Registro de ave em atrativo turístico insere Jardim (MS) no Wiki Aves

A fauna de Jardim, município localizado em Mato Grosso do Sul, ganhou destaque nesta semana no Wiki Aves, considerado a enciclopédia de aves do Brasil, com a inserção do Macuru (Nonnula rubecula). Este foi o primeiro registro no portal para o município. Veja aqui!

O ornitólogo Alyson Vieira de Melo avistou a ave durante uma visita ao Recanto Ecológico Rio da Prata em março deste ano, acompanhado pelo guia especialista em aves Victor do Nascimento (conhecido como Vitinho) e também por Nádia Pisetta, colaboradora do atrativo.

“A Nádia gentilmente nos levou onde tinha visto a espécie e, então, conseguimos fazer o registro. Agradecemos a hospitalidade do atrativo, local excelente para observação de aves“, revela Alyson.

O Macuru não é avistado com frequência pelo seu comportamento discreto. “Esta é a segunda vez que a espécie é registrada para o planalto da Serra da Bodoquena como um todo“, reforça o ornitólogo.

Com vasta experiência Alyson, morador de Bonito (MS), observa aves há quase 25 anos e atua como guia especializado há aproximadamente 20 anos, em diversas regiões do Brasil.

Observação de Aves em Jardim e Bonito

O Recanto Ecológico Rio da Prata oferece um passeio voltado à observação de aves, com roteiro específico dentro da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). A fazenda é um local estratégico para a atividade com 233 espécies registradas. Mais informações: https://www.riodaprata.eco.br/observacao-de-aves/

Além do Recanto Ecológico Rio da Prata, a Estância Mimosa Ecoturismo, passeio que também integra o Grupo Rio da Prata, é um excelente pondo de Observação de Aves em Bonito. Possui mais de 250 espécies catalogadas, entre elas, algumas raras como o Pica-pau anão. Saiba mais: https://www.estanciamimosa.eco.br/observacao-de-aves

Cenário do Recanto Ecológico Rio da Prata ilustra vídeo do projeto Observando os Rios

A empresa do Grupo Sompo Holdings, apresenta em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica, o mini documentário “Observando Rios”. O lançamento do filme celebra o apoio da empresa ao projeto Observando os Rios.

O cenário do rio da Prata, em Jardim (MS), compõem o material. O atrativo Recanto Ecológico Rio da Prata recebeu em abril deste ano a visita da equipe de filmagens. João Gomes, instrutor de mergulho nos atrativos e voluntário no projeto Observando os Rios, os acompanhou e também faz parte do documentário.

Uma vez por mês, João faz a coleta das águas do rio da Prata e na nascente do rio Olho D’Água, e, após análise, compartilha as informações no portal do SOS Mata Atlântica.

O Observando os Rios está presente em 103 municípios, onde 3.500 voluntários – organizados em aproximadamente 250 grupos –, monitoram a qualidade da água em cerca de 300 pontos em rios e mananciais nas bacias e sub-bacias hidrográficas da Mata Atlântica.

Ter rios com boa qualidade de água também significa promover a segurança hídrica e, portanto, a saúde da população. Ao pensar nas pessoas e no meio ambiente, a Sompo vem somar com essa perspectiva. Afinal, todos queremos rios e pessoas saudáveis“, afirma Romilda Roncatti, coordenadora do projeto Observando os Rios.

O documentário, uma criação da agência REF+ e com produção da Black Door Filmes, mostra a realidade dos rios brasileiros e os problemas causados pela falta de preservação. Para Ricardo Calfat, sócio e COO (Chief Operating Officer) da REF+, o projeto, filmado em três locações diferentes: represa de Guarapiranga (SP), Pirapora do Bom Jesus (SP) e Bonito (MS), e que contou com mais de 50 profissionais, traz uma mensagem importante e urgente para o país. “Nós genuinamente acreditamos que é preciso alertar as pessoas sobre a poluição das águas, os danos potenciais e a necessidade de preservação e atenção para com o meio ambiente”, afirma Celso Ricardo Mendes, diretor operacional da Sompo Seguros.

Veja o vídeo: