Atrativos do Grupo Rio da Prata conquistam selo Safe Travel do WTTC

O World Travel & Tourism Council (WTTC), único órgão global que representa o setor privado de Viagens e Turismo, concedeu aos atrativos do Grupo Rio da Prata – Estância Mimosa Ecoturismo, Lagoa Misteriosa e Recanto Ecológico Rio da Prata, passeios em Bonito e Jardim (MS), o selo Safe Travels.

O selo, especialmente desenvolvido para este momento, vai permitir que viajantes reconheçam empresas e governos que, ao redor do mundo, adotaram protocolos globais de saúde e higiene – para que possam viver a experiência de uma “Viagem Segura”.

Flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Márcio Cabral

O reconhecimento certifica de que os atrativos atendem aos “Leading Global Protocols for the New Normal – Attractions and Tour Operators – June, 2020”, ou seja, aos Protocolos Globais para o Novo Normal para Atrações e Operadores Turísticos.

O protocolo estipula ações relacionadas a higienização intensificada, treinamento de equipe, diminuição de capacidade de carga, distanciamento social e uso de máscaras e atua também em quatro esferas. São eles: Procedimentos Operacionais e de equipe; experiência segura; Re-construção da Confiança e Implementação de Políticas.

Para Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata, o selo confirma que “as medidas de prevenção em biossegurança que adotamos são importantes e eficazes já que são as mesmas estabelecidas pelo protocolo do WTTC para as atrações turísticas”.

Luiza acrescenta ainda que a certificação demonstra e reforça que “realmente as atividades ao ar livre são a próxima tendência para o turismo nacional e mundial pois é a melhor forma do homem se reconectar com a natureza nesse período pós- quarentena”.

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, assim como outros atrativos turísticos de Bonito e região, retomaram suas atividades no dia 1º de julho de 2020, após cerca de 100 dias com o segmento suspenso devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Abaixo os selos da Lagoa Misteriosa e Estância Mimosa Ecoturismo:

Mergulho com cilindro e flutuação em águas cristalinas na Lagoa Misteriosa. Foto: Marcio Cabral.

Piscinas naturais nas cachoeiras da Estância Mimosa. Foto: Daniel De Granville.

Sobre a WTTC

O World Travel & Tourism Council (WTTC) é a autoridade global na contribuição econômica e social do setor de Viagens e Turismo. Promove o crescimento sustentável do setor de Viagens e Turismo, trabalhando com governos e entidades internacionais para criar empregos, impulsionar exportações e gerar prosperidade.

Junto com a Oxford Economics, a WTTC produz uma pesquisa anual que mostra o setor de Viagens e Tursimo como um dos maiores do mundo, apoiando 330 milhões de empregos e gerando 10.3% do GDP global em 2019.

Turista visita Recanto Ecológico Rio da Prata após quarentena; veja o depoimento

O Recanto Ecológico Rio da Prata retomou suas atividades turísticas (pós -quarentena) no dia 1º de Julho de 2020. Rodrigo Heluany Alabi, de São Paulo, acompanhado por seus familiares, foi um dos primeiros visitantes no atrativo.

Todas as medidas de prevenção ao novo coronavírus são aplicadas, para garantir a segurança de visitantes e colaboradores, entre elas a intensificação da higienização dos ambientes, medição de temperatura dos visitantes, horário agendado, grupos de tamanho reduzido, higienização e/ou esterilização dos equipamentos e distanciamento social. O serviço de buffet será substituído por “a la carte”. Veja aqui as medidas tomadas e aprovadas pela Prefeitura Municipal de Jardim!

Estava preocupado como seria minha viagem nessa pandemia e quero dizer para vocês que me surpreendi de forma positiva. A cidade toda está preparada para nos receber da melhor forma possível. Todos os protocolos de segurança e sanitários estão sendo cumpridos, regras são seguidas, questionários são feitos, grupos reduzidos“, disse.

“Quero dizer para vocês que não deixem de vir, estamos muito seguros aqui, eles estão realmente preparados para nos atender bem. A flutuação que fiz hoje no Recanto Ecológico Rio da Prata é uma das coisas mais lindas que eu já vi na minha vida. Venham pra cá”, conclui.

Veja o depoimento:

Revisão do Plano de Manejo da RRPN Cabeceira do Prata é aprovado pelo Imasul

O Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) publicou no Diário Oficial do Estado, no dia 18 de junho de 2020, a Portaria nº 787/2020 no qual aprova a revisão do Plano de Manejo da Reserva Particular de Patrimônio Natural – RPPN Cabeceira do Prata.

Finalizado em 2007, o Plano de Manejo RPPN Cabeceira do Prata foi aprovado no ano de 2009 (Portaria IMASUL no 104 de 05/06/2009), quando entrou em vigor com cronograma de 5 anos, no qual apresentava ações pontuais, como ações constantes norteando a gestão da RPPN.

Este cronograma original foi revisto em 2014, a partir das experiências com a gestão diária, gerando mais um cronograma de 05 anos, o qual foi finalizado em 2019, trazendo assim a necessidade de sua revisão. Assim, em 2020 foi finalizada e aprovada a revisão do Plano de Manejo da RPPN Fazenda Cabeceira do Prata.

Entre os pontos revisados, estão:

. Inserção de uma Análise Integrada de Diagnóstico atualizada com inclusão dos dados dos monitoramentos ambientais de 2007 para frente;

·Atualização dos dados sócio-econômicos da região e das pesquisas com guias, funcionários e visitantes;

·Atualização dos objetivos e criação das normas gerais da RPPN;

·Atualização das atividades de visitação turística e capacidades de carga;

·Inclusão da análise FOFA, forças e fraquezas;

·Atualização do zoneamento e das normas de uso de cada zona;

·Atualização dos Programas de Manejo;

·Nova regra de revisão pontual e novo cronograma de atividades com prazo de revisão do Plano de Manejo alterado para 10 anos.

O objetivo do plano revisado é continuar sendo um instrumento de proteção a esta área tão relevante para a conservação da biodiversidade mundial.

O documento possui vigência de 10 anos a contar da data da publicação no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso do Sul, podendo ser ajustado mediante relatório técnico de monitoria durante a implementação do plano de manejo, aprovada pela Gerência de Unidades de Conservação do IMASUL.

Para mais informações: https://www.riodaprata.eco.br/rppn-fazenda-cabeceira-do-prata

Trajetória do Recanto Ecológico Rio da Prata será tema do Conexão Abeta

Nesta quarta-feira (24), a partir das 16h30 (horário de Brasília), a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA) dá sequência ao Conexão ABETA, evento que promove um bate-papo sobre temas importantes no segmento.

Nesta quarta-feira, o assunto em pauta será “25 anos de amor a natureza”, no qual relata a trajetória do Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativo de ecoturismo localizado em Jardim (MS), reconhecido por sua águas cristalinas, iniciativas sustentáveis e detentor de diversos prêmios nacionais e internacionais. Eduardo Folley Coelho e Simone Spengler Coelho, proprietários do passeio, compartilham a história.

A reunião será via Google Meets. Assista: https://meet.google.com/gmt-whdu-odm

Veja a programação:

Conexão Abeta

Programação (horário de Brasília):
16h30 – Convidados Especiais
17h15 – Bate Papo Associados Abeta
17h45 – Considerações Finais
18h00 – Encerramento

Recanto Ecológico Rio da Prata celebra 25 anos de atividades

O Recanto Ecológico Rio da Prata, passeio de flutuação localizado em Jardim (MS), comemora 25 anos de história nesta segunda-feira, 15 de junho.

Fundado em 1995, o atrativo encanta por suas águas cristalinas e contato intenso com a natureza. O passeio de flutuação, um dos mais procurados na região, inicia-se com uma caminhada pela mata ciliar dos Rios Olho d’Água e Prata. Esse momento é ideal para observar árvores centenárias, orquídeas e bromélias e é possível avistar diversas espécies de aves e muitos mamíferos como: quati, macaco prego, queixada, cotia, tamanduá, cateto. Após esse percurso, o visitante se depara com a nascente do Rio Olho D’Água, uma imensa piscina natural de águas cristalinas, local onde começa a flutuação.

Além do passeio de flutuação, o Recanto Ecológico Rio da Prata oferece atividades como mergulho com cilindro, passeio a cavalo, observação de aves e um almoço com pratos regionais.

“Hoje, dia 15 de junho, comemoramos 25 anos de ecoturismo. Quando iniciamos nosso sonho era promover atividades ao ar livre tendo como prioridade a conservação ambiental, sempre com espírito de aventura, amor e respeito à natureza. Ao longo desses anos de muito aprendizado e evolução, nos tornamos o que somos hoje: um atrativo de ecoturismo premiado internacionalmente! Agradecemos aos nossos colaboradores, parceiros, clientes e amigos por estarem juntos conosco nesta caminhada. Desejamos dias melhores e que em breve esperamos vê-los novamente”, revela Simone Spengler Coelho, diretora do atrativo.

Início

A história do passeio teve início em junho de 1995, quando recebeu os primeiros grupos de turistas. O objetivo inicial era criar um modelo de ecoturismo organizado, com foco em qualidade e segurança, que fosse viável economicamente e conciliasse desenvolvimento regional com conservação ambiental.

Proteção

Em 1999, foi criada a Reserva Particular do Patrimônio Natural – RPPN Fazenda Cabeceira do Prata, uma categoria de Unidade de Conservação (UC) prevista no Sistema de Nacional de Unidade de Conservação (SNUC – Lei 9.985/2000), criada pela iniciativa do proprietário rural, ou seja, sem desapropriação de terra. No momento em que decide criar uma RPPN, o proprietário assume compromisso com a conservação da natureza, pois uma vez criada, tem caráter perpétuo. A área da RPPN engloba toda a mata ciliar do rio Olho d’Água, desde a sua nascente até o rio da Prata.

Reconhecimento

O Recanto Ecológico Rio da Prata, ao longo de sua trajetória e por sua responsabilidade socioambiental, recebeu importantes prêmios. Em 2019, recebeu o reconhecimento, junto com os outros atrativos do Grupo Rio da Prata, a Estância Mimosa Ecoturismo e a Lagoa Misteriosa, “Finalista do Prêmio 2019 Tourism for Tomorrow Awards”, realizado pelo WTTC (World Travel & Tourism Council), na categoria Destinations Stewardship Award, voltado para organizações líderes que ajudam no desenvolvimento sustentável do destino, beneficiando seus moradores e visitantes.

Também em 2019 conquistou o 3º Lugar no Prêmio Nacional do Turismo 2019, evento promovido pelo Ministério do Turismo em parceria com o Conselho Nacional de Turismo (CNT), na Iniciativas de Destaque – categoria Aproveitamento para o Patrimônio Natural para o Turismo; em 2018 conquistou o Prêmio ECO, promovido pela Amcham & Estadão, Com o trabalho “Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa: Gestão de atrativos de ecoturismo” e também conquistou a 8ª edição do Prêmio Braztoa na categoria Parceiros do Turismo, com a iniciativa “Na pegada da sustentabilidade: o modelo de gestão de ecoturismo do Recanto Ecológico Rio Da Prata e Lagoa Misteriosa (Jardim-MS)”, entre outras conquistas. (Veja aqui) .

Sistema de Gestão de Segurança

Os atrativos do Grupo Rio da Prata implantaram em suas operações o Sistema de Gestão de Segurança (SGS), desenvolvido pelo Programa Aventura Segura da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA e certificado pela ABNT Certificadora desde 2010. Através do SGS todos os funcionários participam de capacitações de primeiros socorros e simulados de acidentes a fim de garantir maior segurança para toda a equipe e visitantes. Em 2016, o Recanto Ecológico Rio da Prata foi o primeiro atrativo turístico do Brasil a receber a Certificação ISO 21101 (International Organization for Standardization), na modalidade caminhada e flutuação (snorkeling).

Compartilhando experiência

Em seus 25 anos de operação turística, visitantes compartilharam depoimentos sobre a experiência vivenciada no passeio também no TripAdvisor. Léo Simões Neto visitou o passeio em março deste ano e revelou: “O local é simplesmente demais, e oferece todo o suporte necessário para que se posse desfrutar de um dia inesquecível. O almoço, diga-se de passagem, é delicioso! Em relação às belezas naturais, especialmente o Rio Olho D’água e sua flora e fauna, não há palavras para descrever quão lindo e perfeito é tudo aquilo”.

Aluizio também visitou o passeio em março deste ano. “Minha expectativa foi superada em todos os sentidos! Funcionários atenciosos, guia do passeio com muito conhecimento da fauna e flora da região, organização e estrutura da fazenda simplesmente impecável. Sobre o passeio, de tirar o fôlego uma beleza rara! Inesquecível”.

Para mais informações sobre o atrativo, acesse: www.riodaprata.eco.br

Site de notícias francês destaca registros de antas no Recanto Ecológico Rio da Prata

O site francês Futura Science publicou no dia 1º de junho matéria com fotos inéditas de uma família de antas nadando no rio Olho D’Água, localizado no Recanto Ecológico Rio da Prata, em Jardim (MS).

As imagens raras foram feitas pelo fotógrafo Marcio Cabral, que comemorou o feito.

“Essa reportagem do canal Futura traz imagens inéditas de uma família de antas mergulhando no rio Olho D’água, incluindo a primeira imagem de um filhote de anta completamente submerso produzida no mundo. O filhote se diferencia por ter pelagem marrom e listras brancas que desaparecem com o tempo”, explica Marcio Cabral.

Foto: Marcio Cabral.

De acordo com o fotógrafo, as imagens foram feitas em dezembro de 2018 e em 2019. O texto da matéria é da jornalista Nathalie Meyer.

Para conseguir as fotos, foi preciso paciência e algumas horas do dia, pois quando o mamífero anda no fundo do rio, o sedimento sobe e a água se torna turva, dificultando o registro.

O Futura Science é um site que publica informações sobre ciência e tecnologia. Clique aqui e confira a matéria na íntegra.

Vídeo raro de capivara mergulhando é feito no Recanto Ecológico Rio da Prata

Uma capivara foi flagrada mergulhando no rio Olho D’Água, localizado no atrativo Recanto Ecológico Rio da Prata,no dia 02 de junho.

O registro do momento raro foi feito pelo monitor ambiental do atrativo, Fernando Maidana.

“Fui fazer o monitoramento na tarde de terça-feira e dei de cara com a capivara. Ela passou por mim e não consegui filmar de primeira. De repente ela tirou a cabeça para fora da água e voltou, nesse momento a câmera estava ligada e consegui esse vídeo espetacular”, conta Fernando.

A capivara é nativa da América do Sul e destaca-se por ser o maior roedor do mundo, pesando até 91 kg e medindo até 1,2 m de comprimento e 60 cm de altura. O mamífero não é visto com frequência no atrativo turístico.

Confira o vídeo:

Recanto Ecológico Rio da Prata firma parceria com o Instituto Guarda Mirim Ambiental de Jardim

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) deu início a uma nova parceria. A partir de agora irá auxiliar o Instituto Guarda Mirim Ambiental de Jardim (IGMA) na criação de um viveiro com capacidade para atender 5 mil mudas de diferentes espécies de árvores. Bruno Rocha, biólogo do atrativo, acompanhou a visita de Julião Gauna, presidente do IGMA e também do SGT PMA Nisroque Soares, diretor do Instituto.

O viveiro de mudas do Recanto Ecológico Rio da Prata produz, em especial, as espécies típicas do Cerrado, onde as sementes são coletadas diretamente na Reserva Particular do Patrimônio Natural- RPPN. As mudas são utilizadas em projetos de recuperação de áreas dentro da propriedade, venda para visitantes e também convênios para doação para instituições!!

Iraras são flagradas pelas armadilhas fotográficas instaladas no Recanto Ecológico Rio da Prata

As armadilhas fotográficas instaladas no Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) fizeram belos registros de Iraras (Eira barbara) na trilha percorrida por quem realiza o passeio a cavalo no atrativo. Ora em dupla, ora sozinha e até mesmo atenta.

De acordo com o biólogo Bruno Rocha, essa é uma espécie rara de ser avistada. Ele ressalta também as características do exemplar: “São excelentes escaladores de árvores, predadores e também se alimentam de mel, motivo pel qual muitos o conhecem como papa mel”.

A Irara pertence à família Mustelidae (mustelídeo), de mamíferos carnívoros como ariranhas e lontras. Aprecie os registros!

Recanto Ecológico Rio da Prata doa 604 mudas para propriedade rural em Bonito

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu no dia 21 de abril a visita de Raquel Machado, proprietária da Fazenda Santuário, localizada às margens do Formoso, em Bonito.

O atrativo realizou nova doação de 604 mudas nativas, de 10 espécies, do viveiro de mudas, com o intuito de auxiliar em um projeto de reflorestamento na propriedade de Raquel, que, futuramente, visa a criação de uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN).

As espécies doadas foram: aroeira; ximbuva; embaúba; mamão; amendoim-bravo; chico-magro; ipê-roxo; jaracatiá; carne de vaca; caroba.