Integrantes do WWF visitam os atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e a Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS) receberam nos dias 9 e 10 de junho, a visita de integrantes da WWF, organização que atua para mudar a trajetória de degradação ambiental e promover um futuro mais justo e saudável para todos.

O colaborador do Grupo Rio da Prata, Renato Franco, acompanhou as visitas em ambos os passeios.

No Recanto Ecológico Rio da Prata o grupo conheceu os projetos ambientais, realizaram o passeio de flutuação, participaram de um bate papo com Liliane Lacerda, do Instituto das Águas da Serra da Bodoquena (IASB), na qual falou sobre o trabalho realizado pela ONG em prol à preservação ambiental, realizaram um passeio a cavalo e para finalizar o dia fizeram um plantio de mudas no atrativo.

“Acabamos de fazer um passeio maravilhoso! Passamos o dia todo na fazenda, fizemos flutuação que foi uma das coisas mais bonita de se ver, depois realizamos um passeio a cavalo lindo, plantamos mudas de restauração no Bosque, estou extremamente encantada e muito feliz em fazer parte disso”, revelou Laís Cunha, Analista de Conservação Ambiental WWF.

Confira o depoimento de Laís em: https://youtube.com/shorts/dwffEYCKItU

Já na Estância Mimosa, o grupo conheceu os projetos ambientais e se encantaram com os trabalhos realizados em ambas fazendas.

“Viemos à Estância Mimosa para fazer uma visita técnica e também aproveitar esse paraíso. O que eu posso dizer é que foi uma experiência incrível ver a restauração e a conservação aliada à produção agrícola. Fomos muito bem recebidos, a estrutura do local impressiona, o profissionalismo de toda a equipe e toda dedicação com o turista é também de se enaltecer. Foi um grande prazer estar aqui, ver como vocês conservam a biodiversidade, os recurso naturais e como trabalham o turismo de forma sustentável. De fato, esse é um empreendimento que precisa ser enaltecido, é uma referência e um exemplo para outros no Brasil”, revelou Thiago Belote, Restoration Specialist WWF.

Participaram da visita: Ana Carolina Crisostomo – Analista de Conservação WWF; Laís Cunha – Analista de Conservação Ambiental WWF; Veronica Maioli – Instituto Internacional para Sustentabilidade, como pesquisadora especialista em socioecologia e coordenadora de Desenvolvimento Sustentável; Thiago Belote – Restoration Specialist WWF; Kolbe Soares – Analista de Conservação WWF; Karina Berg – Líder da Global Grasslands and Savannahs Initiative e Gerente Regional, América Latina para WWF-UK; Seline Meijer – Consultor Sênior de Alimentos e Agricultura WWF Netherlands; Maria Izabel Lion; e outros profissionais.

Acasalamento de peixes piau no Recanto Ecológico Rio da Prata; veja o vídeo

Um casal de piau-três-pintas (Leporinus friderici) foi flagrado no momento do acasalamento no rio Olho D’Água, localizado no Recanto Ecológico Rio da Prata em Jardim (MS), passeio de ecoturismo conhecido internacionalmente por suas águas cristalinas e ações ambientais.

O período reprodutivo da espécie ocorre entre os meses de novembro a janeiro. É um peixe de piracema, faz longas viagens para reproduzir em época de cheia em meio a densa vegetação. O flagrante no mês de maio chamou a atenção por ser fora da época usual para a reprodução.

Para José Sabino, biólogo que atua desde 2004 junto ao Recanto Ecológico Rio da Prata para a realização de monitoramento integrado nas águas dos rios do local, esses eventos de reprodução reforçam a importância do Olho d’Água para a reprodução de peixes migradores da planície para o planalto.

Uma das hipóteses para que isso aconteça pode ser a temperatura da água do rio. “Esses eventos isolados no Olho d’Água se dá muito provavelmente por causa da temperatura da água. Peixes de piracema usam como gatilhos ambientais o aumento do fluxo de água (associada às chuvas) para subir os rios. Como fator ambiental complementar, a temperatura da água (mais quente no verão) completa esses sinais ambientais. Essa temperatura mais elevada pode ser um fator marcante no Olho d’Água, com uns 3 ou 4 graus acima da temperatura média do rio Prata”, acredita José Sabino.

De acordo com o biólogo, a temperatura mais elevada pode “confundir” a fisiologia reprodutiva dos peixes e “eventualmente eles desovam“, conclui.

Outro ponto observado é que a manutenção dos rios livres de barragens é fundamental para que os peixes possam migrar e fazer seu processo reprodutivo. “Com o processo migratório da piracema, fica evidente que as populações se conectem e mantenham sua variabilidade genética. Sem a conexão, há risco para que os processos naturais se completem”, finaliza Sabino.

O vídeo é de autoria do fotógrafo Vinicius de Oliveira.

Atriz Cristiana Oliveira visita atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata – Estância Mimosa Ecoturismo, Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, localizados em Bonito e Jardim (MS) receberam nesta semana a visita da atriz Cristiana Oliveira, a “Juma” na primeira versão da novela Pantanal.

Na Estância Mimosa conheceu as cachoeiras, piscinas naturais e projetos ambientais realizados no local e se encantou com a experiência. Em suas redes sociais, compartilhou: “Exemplo de lugar que utiliza a conservação da natureza a seu favor. Uma mata espetacular, com esse rio único, protegido por uma reserva (RPPN) criada pelo proprietário. Só poderia resultar em uma paisagem belíssima como essa. Um verdadeiro presente de Deus. Estar aqui só fortalece meu amor genuíno à natureza e, estar próxima às pessoas que cuidam da natureza, transborda meu coração de esperança”.

Em 2021, Cristiana havia realizado o passeio de flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata. “A flutuação no Recanto Ecológico Rio da Prata já tinha feito me superar do meu medo de mergulho. O visual lá embaixo, você lidar com os peixes como as piraputangas, os dourados, é uma paz que não tem como descrever. A gente simplesmente se aparta do mundo. A gente entra nos nossos pensamentos, e vê o quão pequeno nós somos diante dessa natureza toda, tão vasta e tão linda”.

Este ano, Cristiana conheceu a Lagoa Misteriosa, uma experiência na qual ela ressalta que se saiu vitoriosa.

“Hoje eu superei mais um medo, fazendo a flutuação e um pouco de apneia na Lagoa Misteriosa… a gente vê que aqui Deus comanda. Aliás, Deus comanda em todos os lugares, mais aqui acho que ele comanda mais porque a natureza é obra dele. Consegui mergulhar, consegui fazer apneia, tirei fotos lindas e mais uma vez senti essa paz. A gente perde todos os sentimentos negativos quando estamos num lugar desse e saímos mais em paz ainda do que quando entramos. Muito obrigada por ter me feito superar esses medos, que não são fáceis, mas quando a gente supera nos sentimos vitoriosa e eu fui vitoriosa. Obrigada”, disse.

Veja o depoimento:

Cristiana Oliveira esteve no destino de ecoturismo para participar da 10ª Feira Socioambiental de Bonito, evento promovido pelo Instituto das Águas da Serra da Bodoquena (IASB). “Foi tão lindo ver a importância da prática da educação ambiental nas nossas vidas. O evento todo transpirava amor ao próximo, aos seres vivos, à natureza. Tudo feito com muito carinho pela ONG IASB, a qual sou voluntária. Recebi muita informação e também muito carinho da população bonitense. Aprendi a amar Bonito, e sempre estarei à disposição para contribuir com ações e iniciativas sérias que busquem sua conservação. Só posso dizer que foi incrível”, compartilhou a atriz em suas redes sociais.

Atrativos do Grupo Rio da Prata participam de evento em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente

O Grupo Rio da Prata participou na última quinta-feira (2) do evento “Sustentabilidade em harmonia com a natureza”, promovido pelo Instituto da Guarda Mirim Ambiental (IGMA) em Jardim/MS em alusão à semana do Meio Ambiente.

Apresentação teatral, exposições, palestra com a Bióloga Salete (Buraco das Araras); Sérgio Barreto (Instituto Homem Pantaneiro); Nisroque Soares (IGMA); Ciro Polidoro, estão no cronograma do evento, que segue até o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 05 de junho.

Bruna Mello, colaboradora do Recanto Ecológico Rio da Prata e da Lagoa Misteriosa, representou o Grupo Rio da Prata no evento, abordando junto ao público informações sobre projetos de reflorestamento e sustentabilidade aplicadas nos atrativos. “Foi muito gratificante participar do evento junto as crianças da Guarda Mirim Ambiental. A educação ambiental tem um papel muito importante para a conscientização e sensibilização dos problemas ambientais, promovendo atitudes ecologicamente corretas, tornando-os cidadãos conscientes”, disse.

A Semana do Meio Ambiente do IGMA contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Jardim; Recanto Ecológico Rio Prata; Buraco da Araras; Instituto Homem Pantaneiro (IHP)); Polícia Militar Ambiental de Jardim; Departamento de Vigilância e Controle de Endemias; Ministério Público Estadual e Promotoria de Jardim.

Recanto Ecológico Rio da Prata participa do aniversário de 76 anos de Jardim

A cidade de Jardim (MS) completou 76 anos no último sábado, 14 de maio. Com uma população estimada em 26.238 habitantes, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o município é reconhecido internacionalmente por sua belezas naturais, entre eles balneários, Buraco das Araras, o Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, estes dois últimos pertencentes ao Grupo Rio da Prata.

A convite de Kátia Regina Farias de Souza, Diretora das Escolas Municipais Rufina Loureiro Caldas e Beracy Brunet Barbosa, os colaboradores Willian Trabassi e Bruna Mello, representaram os atrativos do Grupo Rio da Prata durante o Desfile Cívico realizado para celebrar a fundação da cidade. “Foi uma honra poder participar de um evento tão importante para cidade”, revelou Willian.

Cerca de 100 mudas de mandovi, do viveiro de mudas do Recanto Ecológico Rio da Prata, foram doadas para o público presente no evento.

Veja abaixo alguns momentos:

Paca é flagrada por armadilha fotográfica instalada no Recanto Ecológico Rio da Prata

Passagem rápida de uma paca (Cuniculus paca) em frente à câmera da armadilha fotográfica instalada no Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS).

A espécie pode medir cerca de 70 cm e pesar até 10 kg, representando um dos maiores roedores do Brasil, perdendo, em tamanho, para a capivara. De hábitos noturnos, se alimenta de frutas e raízes e caracteriza-se pelo seu pelame duro e eriçado, vermelho com manchas brancas.

Veja o vídeo:

Desde 2011, o atrativo utiliza o equipamento para realizar o monitoramento ambiental e o diagnóstico das espécies, instalados em diferentes pontos da fazenda!

Receita de arroz carreteiro do Recanto Ecológico Rio da Prata

O Programa Terra Pecuária exibiu em seu programa especial de fim de ano reportagem sobre os atrativos do Grupo Rio da Prata – Recanto Ecológico Rio da Prata e a Estância Mimosa Ecoturismo.

A natureza preservada, as águas cristalinas e a diversidade de fauna foram destaques, assim como a receita do Arroz Carreteiro apresentada à jornalista Izabela Borges e servida nos atrativos.

O prato, preparado pela colaboradora Dona Vilma, leva a assinatura do Chef Paulo Machado e foi destaque no quadro “Temperos do Terra”. Confira a receita:

Conheça o arapapá (Cochlearius cochlearius); nova espécie de ave registrada no Recanto Ecológico Rio da Prata

O arapapá (Cochlearius cochlearius) é a mais nova ave a fazer parte da Bird List do Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS), que conta com mais de 234 espécies catalogadas.

Registro de Arapapá (Cochlearius cochlearius) no Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Fernando Maidana.

Também é conhecido como como savacu, colhereiro, arataiá, arataiaçu, socó-de-bico-largo (Piauí), tamatiá e tamatião (Pará), tem como um de suas características marcantes o bico largo e poderoso, que lembra um barco virado de cabeça para baixo.

Os olhos grandes e salientes abrigam íris de cor marrom escuro, e quando iluminados à noite produzem um reflexo alaranjado.

Registro de Arapapá (Cochlearius cochlearius) no Recanto Ecológico Rio da Prata. Foto: Fernando Maidana.

O registro foi feito pelo colaborador Fernando Maidana, que ressaltou que “foi uma das aves mais incríveis que tive o privilégio de fotografar no Recanto Ecológico Rio da Prata. Porém muito arisca e não me deixou aproximar muito”.

Incrível, não?!!

A Observação de Aves/Passarinhada no Recanto Ecológico Rio da Prata é a atividade ideal para quem gosta de observar a fauna da região.

Para quem busca um roteiro específico, com guia especialista, recomendamos a Observação de Aves.⠀

Já para aqueles que preferem um roteiro mais curto e são iniciantes na modalidade, a melhor opção é a Passarinhada, realizada nas redondezas do receptivo.⠀

Mais informações sobre as atividades, acesse: https://www.riodaprata.eco.br/observacao-de-aves
⠀⠀

Projeto Arara Azul monitora ninhos artificiais no Recanto Ecológico Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu no dia 24 de setembro a visita da equipe do Instituto Arara Azul.

Durante a visita foram realizadas vistorias em 13 ninhos artificiais instalados no atrativo, sendo que, foram encontradas três ovos de Falcão-relógio, ave de pequeno porte, de difícil observação. Em geral, é mais escutado do que visto. Segundo informações do portal Wikiaves, botam de dois a três ovos com um período de incubação de 46 dias. Geralmente os ninhos são feitos dentro de cavidades, em árvores ocas, com múltiplas entradas, a uma altura entre 12 e 20 m do solo.

O ninho e seus arredores são constantemente vigiados pela fêmea que impede a aproximação de outras aves e primatas. Os filhotes abandonam o ninho com 46 – 50 dias.

Em um dos ninhos artificiais foram encontrados também três ovos de Gavião-morcegueiro, ave pequena e bastante ágil, caça desde andorinhões e beija-flores até morcegos. De acordo com o portal Aves de Rapina Brasil, pode ser encontrado em florestas, bordas de matas, clareiras e em centros urbanos mais arborizados, no Brasil.

Sobre a parceria:

O Recanto Ecológico Rio da Prata e Lagoa Misteriosa mantém a parceria com o projeto Arara Azul, desde fevereiro de 2012 quando foram instalados os primeiros ninhos artificiais nas dependências das fazendas.

Sempre que podem ou são solicitados, os colaboradores do projeto realizam visitas de monitoramento dos ninhos e também dos filhotes que possam ser encontrados.

ABNT realiza auditoria nos atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) e a Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito-MS), passaram pela auditoria de manutenção dos seus Sistema de Gestão da Segurança, auditoria realizada de forma remota, com a participação de Paulo Sérgio Coelho de Andrade, auditor da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT.

Desde o início da operação do Rio da Prata em 1995 sempre existiu a preocupação com a segurança dos visitantes, através de treinamentos de guias, procedimentos, vistorias de trilhas e aquisição de equipamentos. O Rio da Prata foi pioneiro na região na criação de um modelo de ecoturismo organizado.

“Em 2008, para profissionalizar nossos procedimentos de Segurança (que já existiam) entramos no Programa Aventura Segura da Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura – ABETA, e aprendemos a organizar o SGS – Sistema de Gestão de Segurança para receber a certificação. Fomos certificados pela ABNT Certificadora em 2010”, revela Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade dos atrativos.

Desde então, a visita, que ocorre todos os anos, dispõe-se a verificar se o Sistema de Gestão de Segurança Implantado obedece a Norma NBR ISO 21101 – Sistema de Gestão da Segurança, que estabelece os requisitos mínimos para um sistema de gestão da segurança (SGS) para prestadores de serviços das atividades de turismo de aventura.

“A certificação comprova o nosso compromisso com o bem-estar dos visitantes, para assegurar que sua experiência aqui com a gente seja tranquila e traga lazer e diversão, com máxima qualidade dos produtos e serviços prestados nas atividades em meio à natureza”, acrescenta Luiza.

A auditoria do Rio da Prata foi realizada nos dias 13 a 15 de setembro no Recanto Ecológico Rio da Prata, com a presença de Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade do Grupo Rio da Prata e com os colaboradores Manoel Cruz e Bruna Mello.

Auditoria realizada com os colaboradores do Recanto Ecológico Rio da Prata.

Já na Estância Mimosa, a auditoria aconteceu nos dias 19 a 22 de setembro e, além da participação de Luiza Coelho, contou com a presença do gerente, Valdenir de Souza e da colaboradora Camyle Maruyama.

Os atrativos continuam certificados conforme a Norma ABNT 21101:2014, sendo parte de um grupo seletos de empresas no Brasil que tem a certificação desde 2010 ininterruptamente.

Auditoria realizada com os colaboradores da Estância Mimosa Ecoturismo.