Chefs realizam nova edição de curso de gastronomia nos atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Estância Mimosa Ecoturismo (Bonito) e o Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim), receberam na última semana a visita do Chef Paulo Machado e Moacir Sobral para a realização de nova edição do treinamento gastronômico nos passeios.

O treinamento visa a qualificação da equipe de cozinha, realização e avaliação de produções da gastronomia típica que se utilizam de ingredientes regionais, novas técnicas e novas receitas para o buffet dos restaurantes dos atrativos.

É fundamental trabalhar esse conceito nos atrativos. A gastronomia é um fator muito importante e desejamos que os visitantes venham até à Estância Mimosa para provar também a nossa culinária. Os Chefs Paulo e Moacir são pessoas incríveis, colaboraram muito, não só em ensinar as técnicas e os pratos, mas também em entender o timing da fazenda. Foi um curso muito interessante”, revela Thyago Sabino, gerente da Estância Mimosa.

Na Estância Mimosa, participaram da capacitação os colaboradores Gleide Lopes, Geraldina Araújo, Érico Freitas, Leivinha Morais e Maria Villas que elaboraram os pratos Moqueca de Tilápia; Barriga de Porco Assada; Carpaccio de Abóbora Queijo e Folha e Tilápia Empanada.

Já no Recanto Ecológico Rio da Prata a capacitação aconteceu nos dias 22 a 25 de agosto. Participaram os colaboradores Juliano, Valquiria, Patrícia, Rosana, Vilma, Fátima, Marcos, Manoel, Leonardo, Márcia e Glaiciane.

“O curso é muito importante pois além de repassar técnicas para melhorar a qualidade da gastronomia, a equipe fica ainda mais motivada com os ensinamentos compartilhados por chefs renomados”, revela Mano, gerente do Recanto Ecológico Rio da Prata.

Veja alguns momentos no Recanto Ecológico Rio da Prata:

Alunos de Bonito realizam visita técnica no Recanto Ecológico Rio da Prata

O Recanto Ecológico Rio da Prata (Jardim-MS) recebeu no dia 26 de agosto a visita técnica de 30 alunos do 6º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Bonifácio Camargo Gomes, localizada em Bonito (MS).

A atividade, proposta pelo professor da disciplina de História, Elton Teixeira, tem como objetivo conscientizar os alunos sobre a importância da preservação dos animais, do ambiente em que vivem e dos impactos que o homem pode causar no meio ambiente.

Acompanhados pelos guias de turismo Rosivan, Maycon e Sérgio Reis, o grupo visitou a nascente do rio Olho d’Água e realizaram a flutuação no deque de pedras. Todos se encantaram com a experiência.

Bruno Rocha, biólogo do atrativo, apresentou os projetos ambientais desenvolvidos no local e acompanhou os alunos no plantio de mudas no Bosque da Esperança.

O professor Elton agradeceu toda a experiência e atendimento ao grupo. “Desde a recepção até os últimos minutos fomos tratados com excelência por toda equipe. Foi uma interação e um aprendizado com excelência. Agradecemos a oportunidade em vistar o Recanto Ecológico Rio da Prata”.

Ressaltou também a dedicação dos colaboradores do atrativo, o gerente Mano, Natani e Bruno Rocha e o trabalho dos guias de turismo.

Veja abaixo alguns momentos da visita técnica:

Canto do Acauã no Recanto Ecológico Rio da Prata

Presente na região, mas de rara aparição, um Acauã (Herpetotheres cachinnans), foi avistado na RPPN Fazenda Cabeceira do Prata. Seu canto é inconfundível, com chamados que podem durar vários minutos. Para alguns sua presença anuncia mau agouro enquanto para outros é um aviso de boa sorte. Retratado na canção “Acauã”, cantada por Luiz Gonzaga e composição de Zé Dantas, a música revela os hábitos da espécie. Vídeo: Bruno Rocha.

Visita nos atrativos do Grupo Rio da Prata

Os atrativos do Grupo Rio da Prata, Estância Mimosa Ecoturismo, Recanto Ecológico Rio da Prata e a Lagoa Misteriosa, receberam na última semana a visita de Karla Gordilho, autora do perfil no instagram @karlagordilho no qual compartilha dicas de viagens e lugares, acompanhada por seu marido.

Na Estância Mimosa realizaram o passeio de trilha e cachoeiras e revelaram que “cada uma é mais linda que a outra”. Já no Recanto Ecológico Rio da Prata fizeram o passeio de trilha e flutuação e se encantaram com a experiência! Confira o depoimento sobre a experiência.

Anta torpedo é destaque no Fantástico

Exemplar foi flagrado mergulhando nas águas do rio Olho D’Água, em Jardim (MS).

O Fantástico – O Show da Vida exibiu no último domingo (11) no quadro “Detetive Virtual” o vídeo da anta mergulhando no Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativo de trilha e flutuação em Jardim (MS).

A dúvida era se as imagens eram reais ou não.

O vídeo foi feito pelo monitor ambiental do atrativo, Fernando Maidana no dia 03 de agosto.

Segundo o monitor, esta é a primeira vez que ele consegue filmar o animal totalmente submerso.

“É gratificante, sempre tentava filmar debaixo d’água, já tinha me deparado. Ela aparece direto na nascente, onde começa o passeio da flutuação”, conta. Ele diz que já tentou fazer o flagrante em outras oportunidades, mas o animal sempre aparecia com a cabeça fora d’água.

Fernando conta que muitas pessoas se mostraram surpresas com o “desempenho” do animal debaixo d’água por ser um mamífero. “Pessoal achava que só andava na trilha, mas ela mergulha, tem fôlego de 2 a 3 minutos”, conta.

Assista a partir de 4’23 minutos: https://glo.bo/2MZulyS

Com informações Campo Grande News

Estagiário fala sobre experiência no Recanto Ecológico Rio da Prata

Terminou no dia 04 de agosto o período de estágio de Ricardo Montenegro Jr., acadêmico de turismo, no 3º ano da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul – UEMS, no campus de Campo Grande (MS).

Durante três semanas, Ricardo auxiliou no atendimento ao turista, na loja e na parte operacional do atrativo.

“Foi uma experiência muito agradável e enriquecedora para a minha vida acadêmica. Espero ter contribuído o máximo possível. Agradeço a todos”.

Colaboradores do Grupo Rio da Prata participam de curso sobre Permacultura

Ter um estilo de vida mais simples, valorizar a vida comunitária e a própria produção de alimentos. Esses foram alguns dos temas abordados durante o curso de permacultura, realizado nos dias 02 a 04 de agosto, no Núcleo Ser Vir a Vida, em Miranda (MS).

O evento, ministrado por Adriana Galbiat, Engenheira Ambiental e Permacultora, Mestre em Tecnologias Ambientais pela UFMS, contou com a participação dos colaboradores do Grupo Rio da Prata: Thyago Sabino, gerente da Estância Mimosa; Nádia Pisetta e Bruno Rocha, ambos biólogos do Recanto Ecológico Rio da Prata.

Na foto: Thyago Sabino, Nádia Pisetta e Bruno Rocha.

A Permacultura fornece fermentas baseadas no conhecimento científico e sabedoria ancestral para que pessoas ou instituições possam fazer escolhas conscientes e sustentáveis no dia-a-dia. Orienta-se em 3 princípios éticos: cuidar da terra, cuidar das pessoas e cuidar do futuro.

“O curso com a Adriana Galbiati nos trouxe conhecimento de algumas técnicas relacionadas à conservação do solo, bioconstrução e saneamento ecológico. No primeiro dia, tivemos aula teórica, conhecemos um pouco dos princípios de Permacultura e uns aos outros. Já no segundo e terceiro dia, fomos introduzidos na prática ao conceito de banheiro seco, agrofloresta, círculo de bananeiras, bioconstrução e compostagem“, revelaram os colaboradores.

Para Thyago Sabino a participação no curso é uma oportunidade de “aprender e entender um pouco mais sobre permacultura e qual a sua importância no contexto de atividade que realizamos nos atrativos. A busca pela informação reforça muito a ideia em realmente fazer ecoturismo de uma forma prática e não só em palavras”. Cita ainda que as práticas vivenciadas podem ser de grande valia suprindo as demandas dos atrativos e melhorando a qualidade de vida do ambiente, dos colaboradores além de proporcionar uma experiência positiva para os visitantes. Já o biólogo Bruno Rocha revelou que “o curso foi sensacional e ampliou o horizonte para o que pode ser feito nos atrativos na questão de gestão de resíduos sólidos”.

Durante o curso aconteceu também a feira de trocas onde cada participante colocou um objeto pessoal à disposição para para trocar com os colegas. Roupas, sementes, comidas e serviços foram trocados.

O principal aprendizado que fica, é que a Permacultura vai muito além das técnicas. É um estilo de vida, uma filosofia, uma visão baseada no amor próximo, desde nossa existência atual até às futuras gerações. Cuidamos da terra, pois pertencemos a elas; cuidamos das pessoas, pois também precisamos de compaixão; colocamos limite ao nosso consumo partilhamos de tudo de forma justa, sendo generosos e entendendo que não existe fora. Vivemos e partilhamos dos mesmos recursos no planeta Terra, os resíduos que processamos continuam aqui”, finaliza Nádia.

Veja abaixo alguns momentos da capacitação:

Bruno Rocha e indígenas da etnia Terena, aldeia de Lá Lima.
Evanilda Terena, líder da marcha das mulheres indígenas.

Colaboradores do Recanto Ecológico Rio da Prata retiram lixo na MS 178

Na última terça-feira (06) a equipe de colaboradores do Recanto Ecológico Rio da Prata, atrativo turístico localizado em Jardim (MS), realizou uma importante ação às margens da rodovia MS 178, a Operação Cata Lixo.

Por terra a equipe retirou grande quantidade de lixo, enchendo a carroceria da caminhonete.

Ao longo de 8 km percorridos os colaboradores retiraram do local latas, papelão, garrafas pet, resto de pneus entre outros resíduos.

Participaram da ação os colaboradores Eder, Leonardo, Manoel, Mayra, Luis Marques e Bruno. Veja as fotos:

Iraras e tatu são flagrados pelas armadilhas fotográficas do atrativo

Tatu caminha tranquilamente, já as iraras vão e voltam em passos mais rápidos!! Flagras das armadilhas fotográficas feitas nos dias 22 e 24 de julho no Recanto Ecológico Rio da Prata.

O trabalho de monitoramento da fauna, através das armadilhas fotográficas, é realizado desde 2009 na RPPN – RPPN Fazenda Cabeceira do Prata. No início de 2019, o atrativo recebeu duas novas armadilhas fotográficas, Trophy Cam HD Essential E3, equipamentos que permitem realizar fotos com 3,8 ou 16MP e vídeos de alta qualidade de resolução permitindo observar o comportamento dos animais no local.

Jaguatirica, lobinho e outra espécies são flagradas pelas armadilhas fotográficas

As armadilhas fotográficas instaladas na Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Cabeceira do Prata registraram entre os dia 4 a 21 de julho deste ano, diversas espécies de animais silvestres.

Entre eles: Onça-parda, jaguatirica, gato-mourisco, capivara, anta, lobinho, tapiti, seriema, mutum e jacupemba.

O trabalho de monitoramento da fauna, através das armadilhas fotográficas, é realizado desde 2009 na RPPN – RPPN Fazenda Cabeceira do Prata. No início de 2019, o atrativo recebeu duas novas armadilhas fotográficas, Trophy Cam HD Essential E3, equipamentos que permitem realizar fotos com 3,8 ou 16MP e vídeos de alta qualidade de resolução permitindo observar o comportamento dos animais no local.